yourdisqusshortnamehere
c
Loading...

Dilma é alvo de interpelação judicial no STF e terá que explicar suas acusações de golpe

PUBLICIDADE Continue lendo

A presidente Dilma Rousseff acaba de se tornar alvo de uma interpelação judicial no Supremo Tribunal Federal em ação ajuizada por seis deputados da oposição ajuizaram  A relatoria da petição ficou a cargo da ministra Rosa Weber.Na ação, Dilma é questionada e terá de se explicar por ter afirmado que o processo de impeachment seria um “golpe”.
Os parlamentares consideraram “espantoso” que a presidente Dilma não adote a cautela necessária às suas falas públicas e, ao contrário do que recomenda o bom senso, faça uso de expressões dúbias, vagas e imprecisas, insinuando em favor da ocorrência de um golpe no Brasil.
“E, pior, que deixe de explicitar qual golpe seria esse, consequentemente, subtraindo-se ao dever de tomar providências indispensáveis para evitar sua eventual ocorrência”, afirmam.



Assinam a petição os deputados Julio Luiz Baptista Lopes (PP), Carlos Henrique Focesi Sampaio (PSDB-SP), Pauderney Tomaz Avelino (DEM), Rubens Bueno (PPS-PR), Antonio José Imbassahy da Silva (PSDB-BA) e Paulo Pereira da Silva (SD-SP).
“Enfim, observa-se, […] que a Senhora Presidente aparenta transpor sua indignação para uma acusação séria e gravosa contra as instituições democráticas brasileiras como um todo, entre tais, possivelmente, a Câmara dos Deputados, o Senado Federal e este próprio Supremo Tribunal Federal”.
Os deputados querem saber:
1) A Interpelada ratifica as afirmações – proferidas em distintos eventos – de que há um golpe em curso no Brasil?
2) Quais atos compõem o golpe denunciado pela Interpelada?
3) Quem são os responsáveis pelo citado golpe?
4) Que instituições atentam contra seu mandato, de modo a realizar um golpe de estado?
5) É parte desse golpe a aprovação, pelo Plenário da Câmara dos Deputados, da instauração de processo contra a Interpelada, por crime de responsabilidade, nos termos do parecer da Comissão Especial à Denúncia por Crime de Responsabilidade 1/2015, dos Srs. Hélio Pereira Bicudo, Miguel Reale Junior e Janaina Conceição Paschoal?
6) Se estamos na iminência de um golpe, quais as medidas que a Interpelada, na condição de Chefe de Governo e Chefe de Estado, pretende tomar para resguardar a República?



PT 107142159711399452

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item