yourdisqusshortnamehere
c
Loading...

PT em Pânico. Ministra do STF nega pedido de Lula para suspender investigações mesmo após ação da PF

PUBLICIDADE Continue lendo


O ex-presidente Lula e o PT entraram em estado de alerta. Mesmo após ter sido alvo de um mandado de condução coercitiva e de ter sido conduzido contra sua vontade por policiais federais para prestar depoimento numa sede da PF, Lula teve seu pedido de suspensão das investigações negado pela Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber.

A ministra não se permitiu influenciar pelas tentativas de Lula de se colocar no papel de "Vítima" e negou seu pedido da defesa do ex-presidente, que contesta duas investigações sobre sítio em Atibaia e o triplex no Guarujá. O Procurador defendeu atuação da Lava Jato no caso e distinguiu apurações.

Os advogados de Lula vem tentando reiteradas vezes impedir que Lula preste depoimentos ou seja investigado na justiça. Nesta ação específica, a defesa do ex-presidente havia pedido para suspender apurações sobre reformas num apartamento e num sítio que teriam sido feitas em favor da família do petista por construtoras investigadas no escândalo da Petrobras.

Nesta sexta, a defesa ainda pediu a suspensão dos procedimentos da 24ª fase da Operação Lava Jato, que levou Lula para depor na Polícia Federal e reaizou busca a apreensão em sua residência e em outros locais ligados a ele.

A ministra do STF não se comoveu e negou a suspensão, argumentando não ter observado "ilegalidade irrefutável, patente e de imediata compreensão" nas duas investigações. Em caso de interrupção, haveria risco, segundo ela, de "indevida ingerência em prerrogativa constitucional titularizada pelo Ministério Público em nome da sociedade".

Foram justamente estas tentativas de Lula de se evadir de prestar esclarecimentos à justiça e a sociedade que levou à deflagração da Operação Aletheia, a 24ª fase da Operação Lava Jato. o juiz federal Sérgio Moro emitiu mandados de busca e apreensão e mandados de condução coercitiva contra Lula, familiares, amigos e empresas suspeitas de participar de esquemas criminosos relacionados ao assalto na Petrobras,
Política 2873257403146067438

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item