yourdisqusshortnamehere
c
Loading...

Nova testemunha detona Lula no caso do triplex do Guarujá.

PUBLICIDADE Continue lendo

Surge mais uma testemunha no caso do triplex do Guarujá. O Ministério Público paulista descobriu mais uma importante testemunha que trouxe novos detalhes ainda desconhecidos sobre o caso Bacoop.

A nova testemunha foi o corretor foi o responsável pela intermediação  da aquisição do terreno onde foi construído o edifício Solaris. Temóteo.

Acompanhe abaixo um trecho do depoimento do corretor:

"E, posteriormente, soube que, efetivamente, o Ex-Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, através de Ricardo Berzoini, era um dos aspirantes a uma unidade no prédio defronte ao mar e, então, descobriu que não havia mais vagas nas unidades autônomas com vista para a praia."

"Assim a BANCOOP, unilateralmente, a pedido naturalmente da família presidencial resolveu modificar a numeração dos apartamentos constantes do projeto original, ou seja, quem comprou as unidades finais 1 e 2 passaram a ter a vista traseira e quem comprou as unidades finais, 3 e 4, passaram a ter a vista frontal para a praia."


"Em verdade o final 1 e 2 era, originariamente, virado à praia; enquanto que o final 3 e 4 era, originariamente, virado para trás defronte a uma outra torre, a antiga Gijon ou Navia, correspondentes a atual Málaga."

"Reitera que com a insatisfação do Ex-Presidente resolveram modificar a numeração para atender seus desígnios no que pertine a vista ao mar. O apartamento 141, atual 131, que fora supostamente reservado para ele é virado para trás e não detém vista para o mar. O depoente por conta de ter sido enganando ficou indignado com essa situação e resolveu desistir do negócio".
Sergio Moro 5140248593676758614

Postar um comentário

  1. Acho que os atuais priprietaroos deveriam ser todos indenizados e terem seus aparento trocados pelo certo da compra.
    E Lula preso!

    ResponderExcluir

emo-but-icon

Página inicial item