yourdisqusshortnamehere
c
Loading...

Dilma curtiu a "prisão" de Lula, que tirou o foco das denúncias de Delcídio do Amaral.

PUBLICIDADE Continue lendo

A presidente Dilma Rousseff fez um pronunciamento na tarde do mesmo dia em que o ex-presidente foi alvo de um mandado de condução coercitiva e foi levado por agentes da Polícia Federal para prestar depoimento, durante a deflagração da 24ª fase da Operação Lava Jato.

Apesar da gravidade da situação, com Lula e sua esposa Marisa sendo levados por agentes da PF, a presidente não abriu mão de suas "pedaladas" matinais e foi dar um rolê de bike no entorno do Palácio do Planalto.

A presidente apareceu sorrindo diante dos jornalistas que aguardavam seu pronunciamento sobre os fatos recentes. Ao lado de Eduardo Cardozo e Jaques Wagner, Dilma dedicou extraordinários 2% do tempo de seu pronunciamento para falar sobre a ação da PF contra seu padrinho político. O restante do tempo, Dilma se concentrou em tentar desdizer o teor da delação de seu ex-líder no Senado, Delcídio do Amaral (PT).

Fontes ligadas ao Palácio confirmam o alívio que a ação da PF contra Lula proporcionou à Dilma, que até então era o foco de toda a imprensa nacional em virtude das denúncias de que sabia de tudo e participou da organização do assalto à Petrobras. Com a popularidade beirando o lodo, a presidente foi beneficiada pelo alívio da imprensa, que concentrou todas as atenções sobre o mandado expedido contra o ex-presidente. Pelo visto, Dilma curtiu a "prisão" do amigo Lula.
Política 46567955024976879

Postar um comentário

emo-but-icon

Página inicial item