yourdisqusshortnamehere
c
Loading...

Apavorada com manifestações do dia 13 e fuga da base aliada, Dilma recua e faz apelo de paz

PUBLICIDADE Continue lendo


Após provocar a justiça e a população do país visitando o ex-presidente Lula com dinheiro do contribuinte e de tentar intimidar manifestantes convocando uma reunião de emergência para tratar de "ameaças de confrontos" nos atos programados para o próximo domingo, dia 13 de março a presidente Dilma Rousseff resolveu recuar e fez um apelo  a paz.

Com a proximidade de domingo, quando são esperados milhões de manifestantes nas ruas do Brasil, Dilma fez um apelo ao diálogo, à tolerância e à unidade do país e disse que os governos precisam de “paz” para ter condições de enfrentar a crise e retomar o crescimento.





“A tolerância e a pacificação em uma sociedade é algo muito importante. Não haver violência, sob a forma que ela eventualmente possa assumir, mas ter um quadro de paz é fundamental, principalmente para os governos. Governos precisam de paz para que possamos ter condições de enfrentar a crise e de retomar o crescimento. Hoje o Brasil passa por uma fase em que fica claro que não é possível não ver que um dos componentes que atrasam a retomada do crescimento é a sistemática crise política a que o Brasil, de forma episódica, vem sendo submetido. Episódica, porque vai e vem, se acentua e depois recua”, afirmou, referindo-se às operações da Lava Jato e ao crescente número de denúncias contra seu governo, como as de seu ex-líder no senado, Delcídio Amaral, (PT).

“Neste dia de luta contra o preconceito e de luta contra intolerância, nada melhor do que um apelo ao diálogo, à compreensão e à unidade do nosso país”, acrescentou Dilma, aproveitando uma referência ao Dia Internacional da Mulher, 08 de março, para fazer o apelo em duplo sentido.

Dilma também está apavorada com a debandada de sua base de apoio. Integrantes do Palácio do Planalto sentiram o impacto com a perda de apoio ao governo nas últimas 48 horas, sobretudo dentro do PMDB.
A Folha de S. Paulo disse que PP, PRB e PTB “discutem internamente a possibilidade de deixar a base aliada”. Sem apoio no Congresso, sem apoio nas ruas e com uma militância dizimada, Dilma ficou "desarmada". Tenta agora erguer a bandeira da paz para preservar seu mandato.
Sergio Moro 6189518015588542262

Postar um comentário

  1. a filha de uma puta;esta vendo que a casa esta caindo..nos te esperamos em curitiba;no complexo penal de piraquara..krssss

    ResponderExcluir
  2. O povo brasileiro está sofrendo muito com essa situação que o o ex presidente Lula, deixou esse país! Agora ele ser beneficiado com um cargo de ministro, é brincar com a nossa paciência! Que país é esse? Estou indignada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A VACA LUCA ESTÁ INDO PRO BREJO!
      E VAI LEVAR TODO O pt.

      Excluir

emo-but-icon

Página inicial item